Revistas do Instituto do Ceará
Índice Pedro Alberto Oliveira
 

I

IBIAPINA, JOSÉ ANTÔNIO PEREIRA (1806-1883) - BIOGRAFIA.
ARAÚJO, Francisco Sadoc de. Ibiapina e o Seminário de Olinda. t. CVI (1992): 267-280.
FERREIRA, Pedro. Padre Ibiapina, filho de Ibiapina. t. LXXX (1966): 292-293.
LEAL, Vinícius Barros. Ibiapina - Um profeta em sua terra. t. XCVII (1983): 187-195.
MONTENEGRO, João Alfredo de Sousa. Ibiapina e a história regional do Nordeste. t. XCVII (1983): 72-83.
_____ Notas sobre o perfil de Santidade do Servo de Deus Padre José Antônio de Maria Ibiapina. t. CVIII (1994): 261-262.


IBIAPINA, JÚLIO DE MATOS (1880-1947).
MENESES, Vlasdir. JúIio de Matos Ibiapina. t. CIV (1990): 185-193.


ICÓ - PERÍODO COLONIAL
COUTO, Mons. Francisco. Antigas famílias do sertão. t. LXXXV (1971): 215-218.
PINTO, José Marcelo. Eleição de senador na vaga do Padre Domingos da Mota Teixeira. t. LXXII (1958): 156-160.


ICTIOLOGIA - CEARÁ.
MENESES, Rui Simões de. O Instituto do Ceará e a ictiologia. t. CVIII (1994): 219-221 .


IGREJA - HISTÓRIA.
ADERALDO, Mozart Soriano. A Igreja do Silêncio. t. LXXV (1961): 255-265.
MELO, Hélio. Longos e efêmeros papados. t. C (1986): 82-88.


IGREJA - BRASIL.
CÂMARA, Francisco Fernando S. O cardinalato no Brasil. t. XC (1990): 117-132.
_____ A diocese do Maranhão e seu tricentenário. t. XCI (1977): 247-262.


IGREJA - CEARÁ COLÔNIA
DOCUMENTO. Certidão passada pelo Padre Félix de Azevedo e Faria. t.LXXXI (1967): 310. Testemunho da colaboração dos índios de Caucaia com os colonizadores portugueses contra outros grupos indígenas, em 1715 (Guerra dos Bárbaros). Registra a liderança do índio João Pereira, Capitão-Mor da aldeia, naquela época. A certidão foi passada para um seu filho, Capitão Diogo Pereira, obter regalias. O documento é datado de 16.08.1751.
DOCUMENTO sobre frades e clérigos. t. LXXXI (1967): 311.
Refere-se a religiosos que encontravam-se irregularmente na Capitania de Pernambuco e anexas, determinando as devidas providências contra eles.
NOBRE, Geraldo. Documentos sobre capelas do antigo curato de Acaracu. t. XCII (1978): 29-43.


IGREJA - CEARÁ - BENEDITINOS.
MONTALBO, Aires de (FURTADO, Aluísio, SJ). A epopéia beneditina no Ceará. t. LXXX (1966): 186-190.


IGREJA - CEARÁ - HISTÓRIA.
CÂMARA, Fernando. Dom Joaquim José Vieira e os oitenta anos de sua morte. t. CXI (1997): 157-174.
FURTADO, Aluísio. SJ. Influência da religião no Ceará. t. LXXIX (1965):157-187.
MACEDO, Joaryvar. Decadência clerical de outrora e o caso de Lavras da Mangabeira. t. CIII (1989): 50-60.
STUDART Filho, Carlos. Dados para uma história eclesiástica do Ceará. t. LXIX (1955):21-49; t. LXX (1956):37-60.t. LXXI (1957): 30-51.


IGREJA - CEARÁ - SOCIEDADE SÃO VICENTE DE PAULO.
FRIDERICHS, E.(SJ) O Barão de Studart (1856-1938). t. LXXIX (1965):203-:212.


IGREJA - FORTALEZA.
PALÁCIO Episcopal de Fortaleza. t. LXXXVII (1973): 259-260.
ADERALDO, Mozart Soriano. Livros e Idéias (Igreja do Rosário). t. XCIV (1980): 149.
ANDRADE, F.Alves de. O Seminário da Praínha e a cultura cearense. t. LXXIX (1965): 261-273.
CÂMARA, Fernando Saraiva. Os bispos de Fortaleza. t. LXXXVIII (1974): 29-44.
CASTELO, Plácido Aderaldo. O Seminário da Praínha. t. LXXVIII (1964): 57-79.
CASTRO, José Liberal de. Arquitetura do ferro no Ceará. (Igreja do Pequeno Grande). t. CVI (1992): 74-76.
FURTADO, Arruda. Edital de terreno da Igreja (Patrimônio de São José). t. LXIX (1955): 244-247.
LUSTOSA, Dom Antônio. O cabido da catedral. t. LXXII (1958): 75-79.
PINHEIRO, Edmilson. A Matriz do Carmo e seus vigários. t. LXXIX (1965):188-202.
SUCUPIRA, Luís. Seminário da Prainha. t. LXXIX (1965): 274-285.


IGREJA - CEARÁ - JUAZEIRO.
SOBREIRA, Pe. Azarias. O primeiro vigário de Juazeiro. t. LXXXV(1971): 5-10.


IGREJA - CEARÁ - LAVRAS DA MANGABEIRA.
MACEDO, Joaryvar.(Joaquim Lobo de Macedo). Decadência clerical de outrora e o caso de Lavras da Mangabeira. t. CIII (1989): 50-60.


IGREJA - CEARÁ - MILAGRES.
AUGUSTO, Mons. Raimundo. Contribuição para a história de Milagres: criação da paróquia. t. LXXXIX (1975): 182-185.


IGREJA - CEARÁ - QUIXADÁ.
CÂMARA, Fernando. O conselheiro da família Saraiva Leão. t. XCVI (1982): 174-177.


IGREJA - CEARÁ - QUIXERAMOBIM.
PORDEUS, Ismael. Antônio Dias Ferreira e a matriz de Quixeramobim. Subsídios históricos para as festividades do centenário da paróquia. t. LXIX (1955): 189-213, t. LXX (1956): 74-114.


IGUATU - HISTÓRIA.
BARROS, Luis. O centenário do Dr. Alerano de Barros. t. XCVI (1982): 222-224.
São episódios testemunhados pelo Dr. Alerano naquela cidade, no primeiro quartel do século XX. A RIC não registra em suas páginas estudo específico sobre a cidade de Iguatu (Telha). Compensando essa lacuna, publicou a Editora do Instituto do Ceará, em 1962, o livro “Iguatu - memória sócio-histórico-econômica”, de autoria do Prof. Francisco de Alcântara Nogueira. Rico de informações históricas e documentação de pesquisa.


IHERING, RODOLPHO VON (1883-1939).
MENESES, Rui Simões de. Rodolfo Von Ihering no Ceará. t. LXXXV (1971):179-185.
_____ Ciência pura, ciência aplicada e Rodolpho Ihering. t. XCVIII (1984): 87-89.


ILUMINISMO - NORDESTE:
MONTENEGRO, João Alfredo de Sousa. A Revolução Francesa: O Iluminismo, sua repercussão no Nordeste. t. CV (1991): 75-87.


IMIGRANTES NORTE-AMERICANOS NO BRASIL.
STUDART Filho, Carlos. Imigrantes norte-americanos no Brasil. t. LXX (1956): 152-159.


IMPRENSA - BRASIL.
SUCUPIRA, Luís. Pródromos da imprensa no Brasil., t. XCVII (1983): 217-222.


IMPRENSA - CEARÁ.
ARARIPE, J.C. Alencar. Pioneirismo do Ceará na imprensa. t. XCVII (1983): 112-115.
ARAÚJO, Oswaldo. Imprensa do passado (1888). t. LXXXII (1968): 84-87.
_____ Imprensa do passado (Em 1869 - Há cem anos). t. LXXXIII (1969): 71-75.
_____ Imprensa do passado (1870). t. LXXXIV (1970): 146-150.
_____ Imprensa do passado (1871). t. LXXXV (1971): 201-204.
_____ Imprensa do passado (1874). t. LXXXVIII (1974): 112-116.


IMPRENSA - REVISÃO.
ESPÍNDOLA, Itamar. Cochilos de imprensa e revisão. t. XCII (1979): 107-125.


INDEPENDÊNCIA DA AMÉRICA DO NORTE.
MARTINS Filho, Antônio. O dia da independência da América do Norte. t. XCVIII (1984): 13-16.


INDEPENDÊNCIA DO BRASIL - CEARÁ - CENTENÁRIO.
MARCHA DO CENTENÁRIO (CEARÁ). TE.5 (1972): 216
ARAÚJO, Oswaldo. A imprensa e a Independência. TE.5 (1972): 222-223.
CENTENÁRIO DA INDEPENDÊNCIA
TE.5 (1972): 213-215.
Ata da solenidade com que a Justiça da Comarca de Fortaleza comemorou o 1º centenário da Independência, em 1922.(07.09.1922).


INDEPENDÊNCIA DO BRASIL - CEARÁ.
A Independência no Ceará através das atas da Câmara de Fortaleza. TE.5 (1972): 182-197.
Transcrição das atas da Câmara da Vila da Fortaleza do período de 18.05.1822 a 11.12.1822. Leitura paleográfica e transcrição por Geraldo da Silva Nobre.
DOCUMENTARIO. Termo de eleição do governo provisório da Província do Ceará (17.02.1822). TE.5 (1972): 198-199.
CÂMARA, José Aurélio. A adesão do Ceará a Independência. TE.5 (1972): 219-221.
FIGUEIREDO Filho, J.de. Ata de primeiro de setembro de 1822 (Crato-Ceará) TE.5 (1972): 230-231.
NOBRE, Geraldo da Silva. Relações familiares e movimento da Independência no Ceará. TE.5 (1972): 89-95.
PINHEIRO, Raimundo Teles. Cooperação do Ceará a Independência do Piauí e do Maranhão. Itinerário da expedição a Caxias. t. C (1986): 56-61.
_____ A Independência no Ceará. TE.8 (1987): 105-120.
SUCUPIRA, Luís. Os cearenses e o 7 de Setembro de 1822. TE.5 (1972): 83-88.
_____ Movimentos precursores da Independência no Ceará. t. C (1986): 17-28.


INDEPENDÊNCIA DO BRASIL
ALCÂNTARA, José Denizard Macedo de. Algumas diretrizes na compreensão da Independência brasileira. TE.5 (1972): 23-77.
ALVES, Dário Moreira de Castro. O reconhecimento da Independência do Brasil. t. CVIII (1994): 223-225.
_____ A propósito da Independência. t. CXI(1997): 175-177.
ARAÚJO, Oswaldo. Marcando uma transição histórica. TE.5 (1972): 116-117.
BARROS, Luís Teixeira. A consolidação da Independência. TE.5 (1972):140-160.
_____ O 7 de Setembro e a Semana da Pátria. t. CIV (1990): 176-184.
LINS, Ivan. José Bonifácio e a Independência. TE. 5 (1972): 232-238.
MARTINS Filho, Antônio. Episódio da Independência. t. C (1986): 7-16.
OLIVEIRA, Guarino Alves. Gênesis da Independência do Brasil. TE. 5 (1972): 124-139.
OLIVEIRA, Tácito Theóphilo Gaspar de. Independência do Brasil. t. XCV (1981: 13-32
_____ Independência política do Nordeste. T. C. (1986) : 29-36.
PINHEIRO, Raimundo Teles. Mosaicos da Independência : a primeira mãe dos brasileiros. t. XCIV. (1980): 313-318.
_____ Fases da Independência. t. XCVII (1983) : 162 - 165.
_____ O processo da Independência do Brasil. t. XCVIII (1984): 77-81.
WILLEKE, Frei Venâncio. Os franciscanos e a independência do Brasil. TE. 5 (1972): 224-229.
ÍNDICE DOS DOCUMENTOS DA COLEÇÃO STUDART.
NOGUEIRA, João. Índice dos documentos da Coleção Studart. T. LXXV (1961): 298- 304.
SILVA, Pedro Alberto de Oliveira. Índice dos documentos da Coleção Studart. t. LXXXI (1967) 312-314; t. LXXXII (1968): 258-272; t. LXXXIII (1969) : 207 -209.
SOUSA, José Bonifácio de. Índice dos documentos da Coleção Studart. t. LXXII (1958): 257-272; t. LXXIII(1959): 244-291; t. LXXIV (1960): 373-382; t. LXXVI (1962): 124-139; t. LXXVIII (1964): 83-88.
ÍNDICE TEMÁTICO ANOTADO DA REVISTA DO INSTITUTO DO CEARÁ.
SOUSA, Maria da Conceição. Índice temático da revista do Instituto do Ceará. t. CII (1988) : 343-345.


INDÍGENAS - BRASIL.
DOCUMENTÁRIO. Lei de proteção aos índios do Brasil (Lisboa, 10.09.1611) t. LXXVII (1963): 325 -328.
BREU Sílvio Fróes de. Carta a Carlos Studart Filho. t. LXXIX. (1965) 349-350.
ANDRADE, Pedro Carrilho de. Memória sobre os índios do Brasil. t. LXXIX (1965): 343-348.
CAMURÇA, Zélia Sá Viana. Educação Indígena Brasileira. t. CV (1991): 155-159
MENESES, Djacir. Herencia idiomatica indigena en el portugues de Brasil. t. LXXIII (1959): 220-243


INDÍGENAS - CEARÁ.
AQUIRAZ (Câmara). t. LXXVI (1962): 259-263, t. LXXVIII (1964): 169-188.
DOCUMENTO. Ata do Conselho do Governo da Província do Ceará lavrada em 22.09.1826 sobre... “a índole, costumes e inclinações dos índios ...” t. LXXVII (1963): 323-324.
DOCUMENTO. Certidão passada pelo Pe. Felix de Azevedo e Faria. t. LXXXI (1967): 310.
Importante testemunho da cooperação de indígenas (no presente caso de Caucaia) com os portugueses na ocupação do Ceará, em 1715. Certidão passada em 16.08.1751.
BEZERRA, João Clímaco. Historiografia cearense. t. LXXX (1966): 306-307.
FREITAS, Gomes de. Os primitivos donos da terra dos Inhamuns. t. LXXXIV (1970): 151 -155.
GIRÃO, Valdelice Carneiro. Cerâmica indígena no Ceará. t. LXXXIV (1970): 175-184.
_____ Os Índios Paiacus, primeiros habitantes de Pacajus. t. CV (1991): 161-168.
MONTALBO, Aires de (Pe.Aluísio Furtado). Os índios Paiacus e a formação da aldeia de Monte-Mor-o-Novo (Baturité). t. LXXX (1966): 301-302.
_____ A aldeia de Paupina e outras aldeias. t. LXXXIII (1969): 35-39.
NOBRE, Geraldo da Silva. Sobre terras dos índios (Comarca da Capital do Ceará). t. CVIII (1994): 253-259.
_____ Dois padres: Alencar e Verdeixa. Suas relações. t. CVIII (1994): 11-21.
PAIVA, Melquíades Pinto. Uma hipótese histórica - A caça do cachalote por indígenas cearenses. t. LXXXII (1968): 95-98.
POMPEU. Sobrinho, Thomaz. Onomástica indígena cearense. t. LXXVIII(1964): 5-27.
SERAINE, Florival. Sobre o torém (dança de procedência indígena). t. LXIX (1953): 72-87.
STUDART Filho, Carlos. Notas históricas sobre os Baiacus do Ceará. t. LXXII (1958): 15-34.
_____ Resistência dos indígenas à conquista e povoamento da terra: Guerra dos Bárbaros. t. LXXIII (1959): 29-70, t. LXXV (1961): 163-208, t. LXXIX (1965): 49-57.
_____ Os aborígnes do Ceará.(1).t. LXXVI (1962): 5-73, t. LXXVII (1963): 153-217.
_____ A Rebelião de 1713. t. LXXVII (1963): 9-24.
ÍNDIOS REVOLTOSOS NA SERRA DE MARANGUAPE (CE) - 1822.
t. LIX (1995): 315-318.
Transcrição de documentos pesquisados pelo Prof. Geraldo Nobre no “Livro de Correspondência do Secretário do Governo do Ceará”, referente ao ano de 1822.
Doc.1. 07.10.1822. A Junta do Governo ordena ao Ouvidor Jacinto Fernandes de Araújo embargar os presos de Maranguape que se acharem pronunciados na devassa, ou sumários, remetendo a Secretaria deste Governo uma relação deles.
Doc.2. 09.10.1822. Ao Ouvidor Interino da Comarca. A Junta de Gov. ordena que os presos de Maranguape cujo livramento não couber na alçada desse Juízo sejam remetidos com a culpa para a Relação de Pernambuco ... tornando a lembrar a relação dos presos que ainda não foi recebida.
Doc.3. 11.10.1822. A Junta do Gov. Provisório agradece ao Vigário de Arronches (Parangaba) Amaro Joaquim de Morais e Castro pela ajuda que prestou aos índios e ordenanças na ocasião “do tumulto de Maranguape”. O Vigário não quis receber nenhum pagamento pelos mantimentos que serviu aos índios e milicianos”.
Doc.4. 23.09.1822. Ordena ao Agente de Polícia de Aquiraz, Cosme Damião da Silva, prender e aplicar cem (100) açoites nos escravos, Miguel, cabra, José, negro, pertencentes a Manoel Façanha; como também a Felix e Bento, cativos do Ten. José Monteiro, e no “preso escravo” de Manoel Ferreira. Manda prender os índios, José da Silva e Antônio da Silva e colocá-los no tronco à ordem do Governo. Ver sobre o levante de índios de Maranguape: NOBRE, G.S. Datas e Fatos de 1822. Fortaleza, 1972,p. 61-62.


INFORMÁTICA NA GENEALOGIA.
CAMURÇA, Zélia Sá Viana. A informática a serviço dos estudos de família e da genealogia. t. CIX (1995): 11-22.


INHAMUNS - HISTÓRIA.
FREITAS, Antônio Gomes de. Retificação de ligeiros equívocos cometidos por Antônio Bezerra; reparos a Theberge; equívocos de João Bsrígido. t. LXXX (1966): 278-283.
_____ No país dos vaqueiros. t. LXXIX (1965): 323-333.
_____ Os primitivos donos da terra dos Inhamuns. t. LXXXIV (1970): 151-155.


INQUISIÇÃO
STUDART Filho, Carlos. Temas obsoletos. Galileu Galilei e a Santa Inquisição. t. LXVII (1973): 5-66.


INSCRIÇÕES RUPESTRES - CEARÁ.
GIRÃO, Valdelice Carneiro. A Pedra do Letreiro. t. CVIII (1994): 123-125.
POMPEU Sobrinho, Thomaz. Algumas inscrições rupestres inéditas do Estado do Ceará. t. LXX (1956): 115-126.


INSPECTORIA FEDERAL DE OBRAS CONTRA AS SECAS (IFOCS).
POMPEU Sobrinho, Thomaz. Orientação científica na luta contra as secas. t. LXXII (1958): 5-14.


INSTITUTO DE ANTROPOLOGIA (UFC).
POMPEU Sobrinho, Thomaz. Projeto de pesquisa sócio-cultural no Ceará. t. LXXVI (1962): 74-101.


INSTITUTO BRASIL - ESTADOS UNIDOS.
ARARIPE, J. C. Alencar. IBEU cinquentão: a missão de ontem, o desafio de hoje. t. CVII (1993): 191-200.


INSTITUTO DO CEARÁ.
(Apresentação das revistas em ordem cronológica)
_____ NOVA SEDE DO I.C. Lei nº 3.260 de 07.08.1956
(D.0. de 18.08.1956). Autoriza a cessão do uso e gozo de um prédio estadual ao I.C., e dá outras providências.
Essa doação foi realizada quando era governador do Estado do Ceará o Dr. Paulo Sarasate e presidente do I.C. o Dr. Thomaz Pompeu Sobrinho. t. LXXI(1957): 239-241
_____ ESTATUTO DO I. C. - Reforma de 1960.
t. LXXIV (1960): 433-440.
_____ RIBEIRO, Podestá (Pseud. do Gen. Carlos Studart Filho).
Instituto do Ceará. t. LXXVIII (1963): 361-364.
Carlos Studart denuncia as dificuldades e crise existencial do I.C. naquela época (1963).
_____ SUCUPIRA, Luís. A nova sede do Instituto.
t. LXXXI (1967): 275-280.
_____ANDRADE, Francisco Alves de. O I.C. e a Universidade.
t. LXXXI (1967):
281-285.
_____ FURTADO, Andrade. Efeméride memorável.
t. LXXXI (1967): 286-288.
_____ MACEDO, Nertan. Saudação ao I.C.
t. LXXXI (1967): 260-265.
_____ FACÓ, Boanerges. Os fundadores do I.C.
t. LXXXI (1967): 198-206.
_____ STUDART Filho, Carlos. Instituto do Ceará (Biênio 1966/
1967). t. LXXXI (1967): 51-58.
_____ LOBO, Carlos. I.C. Trechos de nossa história.
t. LXXXII (1968): 297-300.
_____ SUCUPIRA. Luís. A gratidão do Instituto do Ceará ao
Reitor Fernando Leite.
t. LXXXIII (1969): 155-157.
_____ ESCRITURA DE PERMUTA, entre partes, como
outorgantes e reciprocamente outorgados, Universidade Federal do Ceará e Instituto do Ceará. Cartório Morais Correia. Livro 52 Fls 55.30.01.1967. Refere-se a permuta do antigo prédio da sede do I.C., localizada na Ave. da Universidade (Benfica), pelo atual sito a Ave. Barão do Rio Branco 1594 (Praça do Carmo).
t. LXXXI (1971): 263-265.
_____ ESCRITURA DE CESSÃO E TRANSFERÊNCIA,
entre partes, como outorgante o Estado do Ceará e como outorgado o Instituto do Ceará. Cartório Martins. Livro 100 Fls. 48. 20.11.1956. t. LXXXV (1971): 268-269.
Pela Lei nº 3.260 de 07.08.1956 o Estado do Ceará doou, por cessão, uma sede própria do Instituto do Ceará, localizada à Av. Visconde de Cauípe nº 2431 (atual Ave. da Universidade), onde funcionava o Grupo Escolar Rodolfo Teófilo. Era governador naquela época o Dr. Paulo Sarasate Ferreira Lopes e Pres. do Instituto do Ceará o Dr. Thomaz Pompeu Sobrinho.
_____ MEDALHA BARÃO DE STUDART.
t. LXXXVI (1972): 272-273.
_____ SEDE PRÓPRIA.
t. LXXXVII (1973): 280-282.
Transcrição da Lei 8692, de 28.12.1966, assinada pelo governador Plácido Aderaldo Castelo, que autoriza a doação de imóvel ao Instituto do Ceará e da escritura do mesmo imóvel, localizado na Av. da Universidade. registrada no Cartório Martins. Convém lembrar que o I.C. veio a possuir sede própria através da Lei 3260, de 07.08.1956, no governo Paulo Sarasate, e a posse do imóvel no governo Plácido Castelo.
_____ DEVOLUÇÃO DE IMÓVEL DOADO AO I.C.
(Ata da reunião realizada no dia 20.02.1973)
t. LXXXVII (1973): 288-289.
O I.C., contra a vontade de seu Presidente, Carlos Studart Filho, devolveu aos herdeiros do Dr. Thomaz Pompeu uma casa localizada na rua 24 de Maio, que o mesmo havia legado a essa instituição.
_____ ESTATUTO DO I.C. - 1973.
t. LXXXVII (1973): 313-326.
Eleva para quarenta (40) o número de sócios efetivos.
_____ RECEPÇÃO AOS NOVOS SÓCIOS - 1974.
t. LXXXVIII (1974): 131.
Palavras do Presidente do I.C. ao abrir a sessão solene de posse dos sócios: José Oswaldo Araújo, Pedro Alberto de Oliveira Silva, Antônius Vinícius Holanda Barros Leal e Melquíades Pinto Paiva. Saudou os novos sócios o Prof. Geraldo Nobre. O discurso não foi publicado na RIC.
_____ PINHEIRO, Gen. Raimundo Teles. Os militares do
Instituto do Ceará.
TE.6 (1977): 83-89.
_____ ESTATUTO DO I.C. - 1979.
t. XCIII (1979): 407-417.
_____ REGULAMENTO DA RIC.
t. XCII (1978): 293-295.
_____ ESPÍNDOLA, Itamar. Advogados do Instituto do Ceará.
t. XCVII (1983):61-71.
_____ MENEZES, Djacir. Depoimento do cinquentenário de um
sócio.
t. XCVII (1983): 226-229.
_____ CURSO DE HISTÓRIA GERAL DO CEARÁ.
t. XCIX (1985): 328-331.
O I.C., em convênio com a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal do Ceará, promoveu no segundo semestre de 1985 um curso de História Geral do Ceará, ministrado por sócios efetivos através de conferências.
Foi obedecida a seguinte programação:
1. O Ceará pré-histórico. Os índios. Organização da família. As primeiras tentativas de colonização. Conferencista: Raimundo Girão.
2. A penetração civilizadora: As sesmarias. Os currais. O boi. Conferencista: Francisco Alves de Andrade.
3. História da Imprensa no Ceará. Conferencista: Geraldo da Silva Nobre.
4. A formação das cidades (Vilas): Icó, Aracati, Quixeramobim, Sobral, etc. O Ceará independente de Pernambuco. Conferencista: Geraldo da Silva Nobre.
5. A Independência do Ceará: As rebeldias republicanas de 1817 e 1824. Pereiras Filgueiras, Tristão Gonçalves, Bárbara de Alencar. Conferencista: Raimundo Teles Pinheiro.
6. O escravo no Ceará. Os aspectos étnico-sociais. Conferencista: Oswaldo de Oliveira Riedel.
7. A escravidão no Ceará: O trabalho escravo e a abolição. Conferencista: Pedro Alberto de Oliveira Silva.
8. A idéia republicana em marcha: Júlio César da Fonseca Filho e João Cordeiro. O Centro Republicano de Fortaleza (1874). A adesão do Ceará à República. Os jornais da época. Conferencista: Eduardo Bezerra Neto.
9. A “política dos governadores”. O governo oligárquico de Antônio Nogueira Accyoli. Sua queda (1912). Franco Rabelo. A intervenção federal. A Sedição de Juazeiro do Padre Cícero. Conferencista: Luís Cavalcante Sucupira.
10. Os governos no Ceará, da deposição de Franco Rabelo até a Revolução de 1930. Conferencista: Luís Teixeira Barros.
11. O período Getuliano na História do Ceará: aspectos políticos. Conferencista: Geraldo da Silva Nobre.
12.13. Formação cultural: Dos Oiteiros até Maracajá, e de Maracajá até os dias atuais. Conferencista: Mozart Soriano Aderaldo.
14. Manifestações populares no Ceará: O Folclore. Conferencista: Manuel Eduardo Pinheiro Campos.
15. A formação educacional: o Ensino Superior no Ceará. Conferencista: Antônio Martins Filho.
_____ SOUSA, Maria da Conceição. Publicações do Instituto do
Ceará. t. XCIX (1985): 31 5-327.
_____ DECRETO Nº 94.364 de 22.05.1987. Declara de utilidade
pública o I.C. (D.0. da União, 25.05.1987). t. CI (1987): 317-318.
_____ OLIVEIRA, Guarino Alves de. Jubileu do Instituto do
Ceará no transcurso do primeiro centenário de sua fundação. TE.8 (1987): 489-492.
_____ MENEZES, Djacir. Barão de Studart.
TE.8 (1987): 489-492.
_____ GIRÃO, Raimundo. Solenidade comemorativa do primeiro
centenário de fundação do I.C.
TE.8 (1987): 439-442.
_____ ARAÚJO, Paulo Ayrton. A numismática e a filatelia no 1º
centenário de fundação do I.C.
TE.8 (1987): 487-488.
_____ EVENTOS COMEMORATIVOS DO 1º CENTENÁRIO
DO I.C.
TE.8 (1987): 5-6.
_____ SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, GEOGRAFIA
E ANTROPOLOGIA - 1987.
t. CI I (1988): 29-41.
_____ ARAÚJO, Paulo Ayrton. A bandeira do I.C.
t. CII (1988): 258-259.
_____ ESTATUTO DO I.C. - 1988.
t. CII (1988): 390-402.
_____ LEI N9 6.250 de 24.01.1963.
t. CIII (1989): 365-366. Concede auxilio ao I.C. e da outras providências.
_____ CONVÊNIO CELEBRADO entre o I-.C. e o Estado do
Ceará (D.0. de 24.04.1967).
t. CIII (1989): 367-369. Desobriga o I.C. de administrar e conservar o Museu Histórico e Antropológico do Ceará.
_____ CONTRATO ENTRE O ESTADO DO CEARÁ E O I.C.
(D.O. do Estado do Ceará de 15.02.1971.
t. CIII (1989): 370-372. O I.C. empresta o acervo antropológico Prof. Dias da Rocha ao Estado do Ceará em troca de apoio material, pessoal e pecuniário para o seu funcionamento.
_____ CONTRATO DE DOAÇÃO para fins de incentivo a
Cultura (Lei nº 7.550/86) que entre si fazem o Banco do Nordeste do Brasil S/A e o I.C.
t. CIII (1989): 373-374.
_____ CONVÊNIO que entre si celebram a Universidade Federal
do Ceará e o I.C. para a execução de programa de atividades culturais( 07.08.1989).
t. CIII (1989): 375-380.
_____ PROJETO para a organização das salas Eurico Facó e
Capistrano de Abreu, da Biblioteca do I.C. t. CIV (1990): 241-244.
_____ CONVÊNIO que entre si celebram a Universidade Federal
do Ceará e o I.C. para a execução de programa de atividades culturais (24.05.1990).
t. CIV (1990): 245-246.
_____ NEGREIROS, Silvia Teófilo F. Quadro social do I. C. até
1988. t. CIV (1990): 295-312. São relacionados os sócios honorários, beneméritos, correspondentes e amigos do Instituto.
_____ GURGEL, Marcia. Um acervo rico e mal conservado.
t. CV (1991): 447-452. Transcrição do jornal O POVO, ed. 03.06.1991.
_____ CASA DE THOMAZ POMPEU.
t. CVI (1992): 321-323.
Transcrição do registro de escritura de DOAÇÃO feita por Thomaz Pompeu de Sousa Brasil ao I.C., de um imóvel localizado à rua 24 de Maio, vizinho ao antigo prédio da Fênix Caixeiral, fundo correspondente com a Av. Tristão Gonçalves. O I.C. rescindiu essa escritura de doação em 08.03.1973. Ver ata da sessão de 20.02.1973, na qual o Gen. Carlos Studart Filho, Presidente do I.C., afirma ser contra sua vontade a decisão da Diretoria de devolver aos herdeiros de Thomaz Pompeu a posse do citado imóvel. .
_____ CONVÊNIO Nº 034/95 - Secretaria de Cultura e I.C. t.
CIX (1995):385-387. Trata de cooperação técnica e/ou administrativa para a restauração do acervo da Sala Capistrano de Abreu, do I.C.
OLIVEIRA, Tácito Theóphilo Gaspar de. Passando a presidência. t.CXI (1997): 265-279.
Registros Imobiliários. t. CXI (1997): 393-404.
Trata-se de fac-símiles de documentos cartoriais relativos a rescisão de doação de imóvel (Thomas Pompeu) ao I.C., e a aquisição da atual sede, na Praça do Carmo.
Notícias do Instituto. Programação de atividades; Registro bibliográfico; Relatório das atividades - 1996-1997.
ARAÚJO, Paulo Ayrton. Assumindo a presidência. t. CXI (1997): 273-275.


INSTITUTO HISTÓRICO E GEOGRÁFICO CEARENSE - 1877.
NOBRE, Geraldo. O Instituto de 1877 (Achegas históricas). t. CXI (1997): 189-206.


IPU
ARAÚJO, Oswaldo. Manancial histórico do Ipu. t. LXXIX (1965): 325-327.
_____ A imprensa do Ipu. t. LXXX (1966): 162 -165.
_____ As minas do Ipu. t. LXXXIII (1969): 218-220.
TRANSCRIÇÃO de documentos do “Livro de Autos de Audi-ências e Capítulos de Correição - Vila Nova D’El Rei - 1791-1827. t. LXXIX (1965): 351-376. São transcritos vinte e seis documentos: autos de audiência do Ouvidor Geral e Certidões do escrivão da Câmara.
CÓPIAS de documentos existentes no “Livro de Registro de Ordens, Notas e outros papéis”, dirigidos à Câmara da Vila Nova D’El Rei, aberto em 12 de abril de 1797. T.LXXXII (1968): 216-250. São cópias de vinte documentos feitas pelo Sr. José Oswaldo Araújo, datadas de 1797-1804. Dentre outros destacamos o de nº 13 que registra carta do Ouvidor Geral mandando prender o “Barão de Humboldt, natural de Berlim capital da Prússia pelas razões políticas de Estado...” O prêmio para aquela captura seria de 200$000 (duzentos mil réis).


IPUPIARA
OLIVEIRA, Guarino Alves de. Estudos reunidos (Mitologia, Geografia e História). t. XCV (1982): 35-46.


IRACEMA
CÂMARA, José Aurélio. Iracema, Alencar e o Ceará. t. LXXX (1966): 296-297.


ISABEL - A CATÓLICA.
OLIVEIRA, Guarino Alves de. Elogio a Isabel, a Raínha Católica. t. C (1986): 187-205.


ITAPIPOCA - FÓSSEIS.
OLIVEIRA, Franklin Fernandes de. Um testamento de 30 mil anos. t. LXXXV (1971): 285-289.

 

Índice Pedro Alberto Oliveira - Pesquisas por VERBETE em ORDEM ALFABÉTICA

 

 

Acervo de Revista do Instituto do Ceará Conheça o ACERVO GERAL do Instituto Conheça os Fundadores do Instituto do Ceará Aqui você conhece os Presidentes de todos os tempos do Instituto do Ceará Retorna à PÁGINA PRINCIPAL Retorna à página anterior